20 de agosto de 2017

Relíquias

Hoje foi dia de Feira de Velharias cá no burgo. Sempre que possível damos uma volta. 
Descobri um termo antigo com o Alf. Perguntei o preço: fantástico. Tive que o trazer. 
Um termo lindo, vintage (1987), para líquidos frios e quentes, em perfeito estado. Acho que nunca foi usado. 




18 de agosto de 2017

Falando de desenho #5

O João terminou o desenho que o irmão gémeo lhe pediu. Ficou demais.

[antes - ainda em elaboração]

[terminado]

Atualizações fiscais

Com as atualizações fiscais anda tudo louco! 
Quando soube que o SAFT é possível entregar até 2ª-feira fiquei:

depois pensei, não será melhor me fingir já de morta!!!???


17 de agosto de 2017

Coisas deles #72#

Ontem,  o príncipe mais velho disse-me que lhe faltava uma t-shirt, que já não a via à muito. 
Eu perguntei-lhe se tinha a certeza. Ele disse que sim, que devido à "magia da mãe", viu todas as t-shirts que tinha no armário, uma a uma, para que não fosse humilhado por este poder maternal!

Parece que anda a consultar aqui o tasco!

O mundo da escola primária


Todos o dias vou levar o Mini ao ATL que funciona na escola primária onde os meus príncipes mais velhos andaram e onde os mais novos andam (o Mini está na pré). Todos os dias penso que sorte que eles têm em frequentar um espaço tão fantástico.
Agora que a escola está vazia dá para ver melhor os corredores, o recreio, as flores, os canteiros, as paredes. Tudo tão mágico. Por aqueles corredores, na maior parte do ano, passam diariamente centenas de crianças. Há barulho e risotas no ar.
Os meus filhos andam numa escola grande, mas onde tudo corre pelo melhor. Há problemas tal como noutros lados, mas ali tudo é tratado, tudo é cuidado. Não há sítios perfeitos (isso não existe), mas ali quando deixo os meus filhos de manhã fico descansada, pois sei que são bem tratados. Todos fazem e cumprem o seu papel, desde a pessoa que está na portaria, os funcionários, os professores, o diretor. Se há falta de pessoal? Há. Lamenta-se, pois deveria haver mais pessoas. Mas isso não diminui a qualidade e a confiança no espaço. Como mãe e educadora sinto confiança e sei que ali eles são felizes.
O espaço é cuidado. Os miúdos têm onde passar os tempos livres com qualidade. Salas organizadas, arejadas e bonitas. Há pessoas que se preocupam em manter as coisas organizadas. 
Tenho orgulho na escola primária do burgo.

Tivemos uma experiência ruim, má, mesmo má, com o Afonso, quando pensámos em mudá-lo de escola para que ele tivesse mais tempo comigo. Ao final do dia ganhávamos uma hora. Mas no final do 1º período o Afonso não conhecia letras, nem sabia ler. As escolas nos maiores centros urbanos não são melhores. Mudámos o Afonso de novo e ainda bem! 

A escola primária é um espaço tão importante na nossa educação, no nosso futuro. São as bases, não só das letras e dos números, mas também um complemento à educação e à personalidade.

Eu tenho muito orgulho da escola primária onde estudei e saudades também. Acredito que os príncipes, quando mais velhos, sintam a mesma nostalgia que eu sinto quando se recordarem dos tempos da escola primária.

Por isso, para todos os profissionais que trabalham na escola primária de Vila Verde o meu sincero OBRIGADO. 

16 de agosto de 2017

O que ele diz #83#


O Afonso nas suas conversas fofas:

" - Fogo, eu não tenho coragem de dizer à Eva que a amo..."

" - Já tive uma vez, mas ela não quer namorar comigo!"

" - Passei a manhã toda a dizer que a amo.."

" - Mas a quem?" - disse eu.

" - Em pensamento..."

Falando de desenho #4


Mais um desenho em elaboração do João. Desta vez escolheu um que o irmão gémeo lhe pediu.
Vai melhorando a técnica de pintar de dia para dia. O tempo e a paciência que deposita na pintura. 

15 de agosto de 2017

Tão bom: um feriado

O Afonso tem uma festinha à tarde, por isso, tivemos que comprar a prenda. Loja de brinquedos é coisa que os príncipes adoram, por isso, não é difícil levá-los. Difícil é escolher para os outros, porque para eles não é nada difícil. 


No Nova Arcada tem uma exposição de Playmobil, algo que eles adoram. Deixámos que brincassem lá um pouco, até que começaram a amuar, porque ambos queriam o mesmo boneco. Está lançada a nossa deixa para ir para casa.







14 de agosto de 2017

Em exposição


O João tem alguns dos seus trabalhos em exposição, na biblioteca do burgo. A professora fez uma exposição e expôs também alguns trabalhos dos alunos. 





A inauguração da exposição foi na passada 6ª-feira. O João estava todo orgulhoso de ver os seus trabalhos ali expostos. Nós também ficámos muito felizes por ele. 
Na inauguração houve um pequeno momento de convívio entre os artistas e os convidados destes. No João era patente a alegria.






11 de agosto de 2017

A Magia da Mãe

Uma mãe é mágica e isso já todos sabes.

Os meus príncipes chamam "magia de mãe" nestas situações:

" - Mãe, onde está a minha camisola?"
" - Na gaveta, do lado esquerdo, logo em cima..."
" - Mãe, não está. Já vi bem e não está."

A mãe chega lá, abre a gaveta e, no sítio que disse, lá está a camisola desejada. 

Mini conversa


Ontem, de manhã, a minha mãe perguntou ao Mini se queria que ela o fosse buscar ao ATL. Ele disse que "não", mas ignorando a presença dela, disse-me:

" - Ela não sabe o caminho para casa. Perde-se."

Nós a pensar que ele não queria pois tem que andar 30 minutos a pé, mas não. Não quer porque a avó não vai pelo caminho que ele quer.

8 de agosto de 2017

Skylandres voltam a atacar


Os meus príncipes sempre gostaram de Skylanders. Os mais velhos perderam um pouco o encanto com o tempo, mas os mais novos continuam a jogar com estes jogos quase diariamente. 
No aniversário do Afonso decidimos oferecer-lhe o último jogo desta série de jogos. Voltou a renascer o interesse lá em casa. Agora só se fala de Skylanders. Voltam a olhar para os bonecos com interesse. Todos querem ter mais um. 

7 de agosto de 2017

Falando de desenho #3

O João vai ter os seus trabalhos expostos numa exposição na Biblioteca lá do burgo.


Que feliz ele está. 

Falando de desenho #2

O João decidiu criar o seu signo: Aquário.


Nem sei que diga


Às vezes acho que os outros se estão a borrifar para nós e não querem saber se trabalhamos todos os dias ou não, se temos ou não 5 filhos, se temos ou não temos empregada, se ao fim-de-semana temos mais que fazer... e se preocupam só com eles!!!
No fim quem é má: EU, claro!
Coitadinhos dos outros!!!


5 de agosto de 2017

4 anos de Mini


Faz hoje 4 anos que a família cresceu, passámos a ser 7.
4 aninhos faz hoje o Mini.





4 de agosto de 2017

Fotografias raras

Não é fácil apanhar os príncipes todos na mesma fotografia. Um não quer, outro amua, outro põe-se de costas,... há sempre qualquer coisa. Mas uma mãe quer ter um registo de todos juntos para a posteridade. Depois de 20 mil ameaças e de 500 fotos, lá sai uma mais ou menos:


3 de agosto de 2017

Mini conversa


O Mini estava a ver um filme sobre animais que temos em casa. O filme tem pequenas apresentações, que demoram no máximo 1 minuto, de outros filmes da mesma série. Ele adora ver aqueles excertos. Hoje, de manhã, chama o pai para ver o excerto sobre rios com ele. O filme fala sobre o Amazonas. Diz o Mini para o pai:

" -É no Basil. Muito longe..."

O pai tinha a certeza que no excerto não fala em Brasil. Revemos o excerto e só fala em América Latina e Amazónia. Nunca fala em Brasil. Mas ele sabe que o Amazonas é no Brasil, provavelmente fez a ligação com outro filme qualquer.

3 anos e já sabe que o Amazonas é no Brasil.

2 de agosto de 2017

A boa Fada Madrinha

A fada madrinha anda lá por casa. À dois dias atrás, o Afonso disse que parecia que lhe tinha caído um dente. Verificámos e tinha realmente um buraco. Mas onde está o dente?!!? Mais uma vez o dente do Afonso desapareceu... Não estava preparada para uma queda de dente, resultado, inventada uma desculpa e, ontem comprei qualquer coisa para colocar debaixo da almofada. Lá vai a Fada ficar com os louros!
Quando saí de casa ainda estava a dormir, mas imagino os gritos de alegria quando acordou e viu o que a Fada Madrinha lhe trouxe!
Fico sempre triste de perder estes momentos. 

1 de agosto de 2017

O meu 1º carro

Foi comprado com o objetivo de o conduzir. Já tinha carta à mais de 10 anos, mas vontade de conduzir: 0 (zero).
Não foi logo que andei com ele (talvez 2/3 anos depois de o comprar),  só quando fiquei grávida do Afonso e depois dele nascer tive mesmo necessidade de conduzir. Comecei em percursos curtos. Muitos nervos. Medo, nem se fala... Aos poucos fui-me habituando. Os dois fizemos viagens que nunca pensei fazer (comigo a conduzir, como é óbvio!) .
Ontem passou para outra família. Que se comporte tão bem com os outros como o fez comigo. 


31 de julho de 2017

Mini em ação

As compras são com estilo.
Adora fazer compras. 

A divertir-se com bolas, corridas e escorregas


Fim do dia no ATL - sem pressas

30 de julho de 2017

Festa surpresa de aniversário


Numa semana agitada, sem muito tempo para preparar nada de especial, consegui contactar com os pais de 3 amiguinhos do Afonso. Ontem, à hora marcada, sem o Afonso saber de nada, apareceram os amigos. 
O Afonso ficou super feliz. Não contava com nada, nem deu conta que tínhamos comprado um bolo.
Os outros príncipes sabiam, mas nada lhe disseram. Correu muito bem.



28 de julho de 2017

8 anos


8 anos faz hoje o Afonso. Olho para ele e penso como é possível estar tão grande.
É uma menino muito feliz, brincalhão, que gosta de ter toda a atenção do mundo (nem sempre possível), adora o irmão mais novo mas às vezes morre de ciúmes dele. Tem uma das gargalhadas mais fantásticas do mundo que coloca toda a gente a rir. No entanto, também tem muitos medos: medo de perder a família, medo de que algo corra mal, medo de errar...
Um amor que todos os dias me dá um abraço muito especial.