30 de dezembro de 2016

Sarcasticamente pensando

Algum sarcasmo para terminar o ano também é necessário.

Tão atual...

2016 em revista

2016, não deixa saudades. Não foi um ano mau, mas também de bom nada teve. Por isso, 2017 te aguardo.

Ficam alguns dos momentos mais significativos de 2016.

Janeiro:


Começou o ano com a troca de escola do Afonso. Depois de uma má escolha, tivemos que voltar a pôr o Afonso no Centro Escolar do burgo. Infelizmente, os 3 meses que passou na outra escola, foram muito negativos. Ainda bem que o voltámos a mudar.


Fevereiro:


À muito que não íamos com eles à neve. Com a neve tão perto não se poderia perder a oportunidade. Não foi uma boa viagem, pois o meu marido vomitou o caminho todo, mas deu para os príncipes se divertirem um pouco.


Março


Tivemos a visita da prima (minha sobrinha). Todos gostam da Babi e tê-la um fim-de-semana é a loucura dos primos.


Abril


O João tinha um pequeno quisto no peito e foi retirado. Não era nada de especial, mas por vezes provocava-lhe dor e para um rapaz na adolescência pode ser constrangedor.


Maio


Novo carro aqui para a rainha do tasco. Novos stresses com esta questão, pois como "adoro" conduzir, ter novo carro é sinónimo de muitos nervos.


Junho



Férias. Que melhor que as férias? Uns dias a sul valem ouro. Os dias são de nós 7. Passamos o tempo todos juntos, sem correrias, sem stresses. Fazemos o que queremos todos juntos.


Julho


Com a minha sogra internada, o mês decorreu à volta da sua recuperação e das visitas ao hospital.


Agosto


O momento alto do mês foi a homenagem que no Santoínho fizeram a algumas senhoras de Darque que tinham participado na Parada da Senhora da Agonia, à 60 anos. Uma dessas senhoras foi a minha sogra. Um final de tarde passado de forma diferente.


Setembro


Com a ida do Mini para a escolinha foi necessário o desfralde. Correu melhor que o esperado. Numa semana o processo ficou concluído.


Outubro


A Noite de Bruxas foi o ponto alto deste mês. Os príncipes mais velhos convidaram os amigos e divertiram-se com eles.


Novembro


Um pedido chegou da escola: fazer uma roseta para depois se criar uma manta de rosetas grande, com as rosetas efetuadas pelos pais, no âmbito do projeto Namorar Portugal. Já à anos não tocava em croché, mas lá tentei e dei o meu melhor no projeto. Fiz mais que uma.


Dezembro


O primeiro ano que o Mini deu real importância ao Natal. Natal com miúdos é sempre especial.



Vamos ver o que nos reserva 2017.

Alguém põe a mesa?!

Chamo um dos príncipes mais velhos para pôr a mesa. Cada dia um deles tem essa tarefa. O Mini, sem que eu tomasse muita atenção, diz que já pôs a mesa. Quando chego à cozinha reparo, que tentou:


Colocou o que estava à mão dele, os individuais.

27 de dezembro de 2016

Exame auditivo


Hoje, fui com o Afonso ao hospital fazer exames auditivos. Do ouvido esquerdo ouve bem, do ouvido direito... Bem, depois da otite, ou ainda com ela, o ouvido está cheio de líquido. Vamos aguardar pela consulta daqui a um mês para ver o desfecho de tantas otites e amigdalites.

26 de dezembro de 2016

Véspera de Natal

Dia 24: tanto para fazer antes do estágio de culinária anual.
Começa-se pelas compras: no Pingo Doce, parece que estamos no Faroeste. Uns correm, outros dão encontrões, outros zangam-se, outros quase que andam à luta. Eu e o meu marido, andamos de observadores. Temos tempo e vamo-nos divertindo com as situações.
Um dia solarenga pede rua. O Mini aproveita para ir jogar à bola com o pai no quintal.


Eu divirto-me a observar as plantas, que tenho ali no quintal.





Mais tarde, quando vamos buscar os últimos bolos, e a pedido (algum amuo até!) levámos o Mini ao parque.



Depois recolhemos a casa e começa a preparação para a grande noite.
São bons estes dias em que o tempo parece esticar. Não há compromissos e o tempo estica.

Prendinhas

Cada um da sua forma especial, nos faz chegar uma prendinha, sejam os amigos ou os vizinhos.
A todos obrigada.




Compras de Natal


Se deixamos as coisas para a última da hora? Não. Nós gostamos é de comprar as prendas do Natal, no Natal, não com 2 ou 3 meses, ou 6, de antecedência. A magia do Natal também está nas compras. Assim sendo, véspera da véspera de Natal  jantámos e fomos às compras. As compras terminaram já faltava pouco para as 24h. Ainda havia tanta gente no shopping. Não somos os únicos que gostam de fazer as compras no Natal.

23 de dezembro de 2016

Feliz Natal

A todos que acompanham aqui o tasco, áqueles que uma ou outra vez passam por aqui, desejo:

Um Feliz Natal, cheio de amor

22 de dezembro de 2016

Ouvido de passagem

Na feira de velharias, enquanto passava, eu e o meu marido, ouvimos isto de uma vendedora para uma potencial cliente:

" - ... isto é, é... Isto é coisa boa!"

O cliente foi embora!

21 de dezembro de 2016

Urgências aí vamos nós!


O Afonso desde sábado que se queixa do ouvido direito. Ataquei com brufen. Fez febre no domingo e na 2ª-feira à noite, mas sempre febre baixa. Às vezes dizia que já estava bem, outras vezes dizia que ouvia barulhos no ouvido. Hoje, estava muito, mas muito queixoso, decidi levá-lo ao médico. Liguei para o centro de saúde mas não ia ter consulta, por isso, fui ao hospital. 
Diagnóstico: otite em estado muito avançado. Terá que tomar antibiótico 10 dias. 
Na próxima semana vai fazer exames aos ouvidos e garganta, já estará melhor?

20 de dezembro de 2016

Festa de Natal criativa



Ontem, organizada pela Junta de Freguesia, decorreu na escola do Mini a festa de Natal.
Os artistas estavam prontos e sem ser massudo, com bastante criatividade, a festa tornou-se muito agradável e engraçada. Adorei o pequeno teatrinho do Capuchinho Vermelho. Foi muito engraçado o teatro dos pais. Ver crianças tão pequeninas tão felizes é sempre bom. Sem pressões que a coisa tenha que ser perfeita, ao seu ritmo.
O ponto alto foi o Pai Natal. Os miúdos ficaram tolos com as prendas. O Mini tinha um camião com motas quase maior que ele, mas não quis largar aquilo até casa.
Dou os parabéns a todos os profissionais que se envolveram no planeamento da festa, pois foi algo simples, simpático e que passou sem darmos conta. Os meus parabéns à Junta de Freguesia que investiu na festa de Natal das crianças.

O que ele diz #77#


Ontem, na festa de Natal do Mini, quando o Pai Natal estava a chegar diz-me o Afonso:

"- Mas, ele não era mais gordo?"

Parece que até o Pai Natal anda com a mania das dietas!

Respondi:

" - Ele tem ido ao ginásio!!"

19 de dezembro de 2016

Mini em ação


Presépio no Braga Parque.
Ele adora ver este presépio.

Medo de se sentar no comboio do Pai Natal


A pintar.
Prenda oferecida na escola pela Câmara Municipal
(teve mais sorte que o irmão)

A brincar com os berlindes que eram do pai.



Aquisições na feira das velharias no burgo.

Louco por chupas

16 de dezembro de 2016

Natal no principado #3


O Mini anda a controlar as prendas que se encontram na nossa árvore de Natal. Hoje disse que o pai só tinha uma prenda, mas que os manos não tinham nenhuma. Disse-lhe que se calhar não se portaram bem durante o ano. Ele não perdeu a oportunidade e mal passou por um deles disse:

 " - Seu mau quiado, não vais ter pendas de natau."

Natal em todo o lado

Porque é Natal, até a minha garrafa de água é alusiva à época.


Post-its como prenda de Natal #2

(em seguimento do post anterior)

Ontem, ao final da tarde, quando fui buscar os príncipes à escola, pensei: mas estamos no Natal ou no Carnaval? A escola está cheia de pequenos papelinhos coloridos pelo chão. Pronto, felizmente as crianças deram utilidade aos post-its e em jeito de festa, alegraram o chão cinzento do recreio.
Acredito que quem trata do exterior não esteja muito satisfeita com o efeito!

15 de dezembro de 2016

Post-its como prenda de Natal

O Afonso não podia faltar 4ª-feira à escola, ia ter uma surpresa. Mesmo adoentado não podia faltar.
Ao início da tarde de ontem, pelo jornal local, descobri que a surpresa era uma prenda de Natal da Câmara Municipal, cujo presidente e outras pessoas se deslocaram à escola para oferecer.
Quando cheguei, ao final da tarde, à escola para os ir buscar, achei estranho não ver nenhuma criança com algo na mão. Até que percebi o porquê, quando o Afonso me mostrou bastante desanimado. Ofereceram aos miúdos do 1º ciclo, uma caixa de plástico, de tão boa qualidade, que se separou logo em dois (atenção: o Afonso estava com o maior cuidado a manusear a mesma), com uma micro caneta, um micro bloco e micro post-its. Sim, a prenda de Natal foi post-its.
Será, mas será que não haveria nada pior? Ou quem sabe, talvez melhor? Será que mereceu o investimento? Não teria sido melhor oferecerem antes um Pai Natal de chocolate aos miúdos? Ou, quem sabe, para desgraças, não teria sido melhor não oferecer nada?
Foi a pior prenda que a Câmara Municipal ofereceu no Natal. Na realidade ofereceu algo pura e simplesmente para o lixo...


 

14 de dezembro de 2016

Dieta ou poupança?


Ontem, vou para tomar o café do costume e, ... revolve, nada... , volta a revolver... torna a revolver... NADA DE CARTEIRA. NADA DE CARTÕES. Parece que ficaram em casa e não lhes apeteceu vir trabalhar comigo.
Bem, ir a casa está fora de questão, por isso, alternativa: ir ao carro ver se há alguma coisa por lá. O marido às vezes coloca lá umas moedas... Sim, tinha lá algumas moedas que me deu para comer ao longo do dia (ontem, não trouxe almoço!). A sorte é que por aqui se come bem barato! Tinha um euromilhões que o marido me tinha dado na véspera, para ver se tinha prémio. E, tinha prémio? Sim, podia ter sorte... Não, não tinha nada...
Tudo o que tinha planeado teve que ser adiado para hoje...
Ao final do dia voltei a colocar lá, no meu carro, os 3 cêntimos que sobraram...

Querido marido: a partir de hoje sempre que pegares no meu carro deixa lá uma moedinha. Nunca se sabe quando voltará a acontecer o mesmo!

Perler Beads e o Natal

Lá em casa temos 2 árvores de Natal (costumam ser mais), uma na sala (novo investimento este ano) e outra no corredor do 2º piso, bem mais pequena. Essa coloquei-lhe coisas mais infantis, aliás deixei o Mini colocar-lhe as coisas (depois ajeitei quando ele foi embora), e coloquei um boneco de neve que o Tiago fez de perler beads no ano anterior. Pedi ao Tiago que fizesse mais, assim que os testes terminassem, e cá está o resultado:




Logo à noite já vou colocar na árvore.

13 de dezembro de 2016

Futebol tem destas coisas

No domingo à noite, o príncipe mais velho foi com o pai ao futebol. No intervalo, parece que houve animação. Uma senhora de determinada idade decidiu retirar algumas peças de roupa e animar a plateia. Quando chegaram a casa contaram a animação.

Diz o meu filho:

" - Eles já a deviam conhecer, porque diziam - Tia, tia, tia..."

Achei aquilo um pouco estranho e disse:

" - Não seria tira?!?"~

Diz o meu marido:

" - Era tira que estavam a dizer. "


Afinal há Pai Natal


Hoje li uma história no Jornal de Notícias, que até me fez chorar. Poderão ler aqui.

Afinal, há Pai Natal.