29 de fevereiro de 2016

Fomos à...neve

 
Com neve aqui tão próximo não poderíamos perder a oportunidade. Decidimos e fomos. Mas antes de partirmos achei o marido estranho. Questionei-o, ele disse que estava um pouco maldisposto, mas íamos. Disse-lhe que se calhar era melhor ficar em casa, mas ele que já passava... Lá fomos.
A neve ao longe, parece que sempre longe de nós, parecendo cada vez mais longe. Destino: Pitões das Júnias. A estrada são curvas e mais curvas, e contra-curvas, e... o marido mal disposto! Antes de chegarmos ao nosso destino 2 ou 3 paragens para o maridão apanhar ar e vomitar... Já para desespero de todos, depois de uma viagem mais longa que o previsto, chegámos à neve. Frio, muito frio, mas muita neve também. Os príncipes divertiram-se a valer. Bolas voavam de um lado para o outro. O Mini mais cauteloso, limitou-se a pisar pequenos tufos de neve. O marido... bem, o marido estava mal, muito mal... Pior, se calhar, do que aparentava...
 









 
Quando o frio já chegava aos ossos, decidimos regressar. Ainda demos uma volta, de carro, a apreciar as belas paisagens. Passámos pelos limpa-neves, delírio de todos, pois nunca tínhamos visto. 
 

 
O regresso a casa só demorou, pouco mais de 2horas, com o marido a parar em todas as esquinas para vomitar. Chegou a casa, nem sei como: verde, branco, azul, roxo... O esforço que ele fez para nos levar à neve...
Ficou combinada nova ida à neve, mas com o pai bom, para nos divertirmos a valer!

Mini em ação


 
A comer morangos. Adora morangos.

 Lá está ele a beber iogurte num copo de cristal. Fino, este rapaz!
A escovinha de dentes, na outra mão, pronta para entrar ao serviço.
 
Na feirinha de usados: os carrinhos são sempre a tentação.
 
Devia estar mesmo frio! Consegui com que andasse sempre de gorro.
 
Quando tem medo de algumas cenas num filme, coloca-se quase atrás da porta da sala.
 


26 de fevereiro de 2016

Opossum

Descobri o animal mais parecido comigo: o Opossum. Com os filhotes todos por perto, e de vez em quando faz-se de morto; eu fico quietinha, por vezes, para nem darem por mim...

Mas há neve ou não?!


Na expectativa da neve... Será que a neve vai chegar aqui perto?!

Verdade difícil de revelar

Confrontados, negaram, negaram, negaram. Os gémeos negaram ter tocado na consola. A opção: seriam os gatos de certeza! Quando chamámos o príncipe mais velho para verificar a atividade do dia na dita, revelaram a verdade.
Preocupa-me esta situação: porque mentem?

25 de fevereiro de 2016

Prevaricadores

Os príncipes mais velhos, aliás, todos os que andam na escola (já são 4), estão proibidos de jogar durante a semana, nas consolas. No entanto, há quem tente fugir a essa regra. Os gémeos ultimamente têm sido apanhados a furar o que está instituído. E, como sabemos? Desta forma:
 
As suas ações a serem enviadas para o mail do pai...
 
Vamos ver como descalçarão a bota logo à noite...
 

24 de fevereiro de 2016

Apetece mesmo!

Quando me dizem: "Diga-me uma coisa."

Apetece-me sempre dizer: "UMA COISA!", e ir à minha vidinha!!

23 de fevereiro de 2016

Botellas de agua

O título está em espanhol de propósito.
Graças a uma colega de trabalho descobri estas garrafas de água, da Font Vella, bem engraçadas. Ao principio pensei que o sucesso seria junto dos príncipes, mas parece que quem achou mais piada foi o meu marido. Já tem a coleção complete do Star Wars.
 
 

22 de fevereiro de 2016

Será?!

Como convencer um príncipe de 2 anos a ir dar uma volta pela feira das velharias, sem choros, sem birras? Simples, convencêmo-lo que vamos ver se encontramos um carro com olhinhos (filme Cars) para ele. E, pronto, lá vai ele todo feliz, atento, à espera da sua compra. E, resulta... trás sempre 1 carro ou muitos... Desta vez foram 2.



As cores do Inverno

No meu quintal, as cores do Inverno são verdes. Verde bem vivos, que refletem o bom estado das plantas. Algumas começam a sair calmamente da terra, outras preparam-se para dar flor. Agrada-me olhar para estas cores.
 


 

Domingo é...

Domingo é:
 
Uma voltinha pela feira das velharias, logo de manhã.
 

 
É cheiro a cidreira, acabadinha de apanhar.
 

São physalis, ainda pouco amadurecidas, colhidas no pinhal. E, mesmo pouco maduras, o Mini comeu quase todas...


É cheiro a bolo acabado de fazer, mas que durou pouco tempo.
 
 

20 de fevereiro de 2016

Verdadeiros amigos

As brincadeiras são a dois. Os momentos são passados numa comunicação só deles, mas onde partilham momentos e brincadeiras. Que assim seja sempre. Momentos de felicidade, como se vê.
 






19 de fevereiro de 2016

A encomenda - #4

E, depois da encomenda chegar a casa, os príncipes mais novos aproveitaram a caixa da dita para... para brincar!
 


Imaginação não falta a esses dois!

Momentos de esperança

Ontem, fiquei um pouco mais aliviada. Quando fui deixar o Afonso, na escola, encontrei a professora primária dos gémeos. Uma professora fantástica, que acompanhou por 3 anos os meus príncipes e que fez um excelente trabalho. Uma pessoa para sempre no meu coração.
Como estava a dizer, encontrei a professora primária dos gémeos, que este ano está a dar apoio aos meninos com dificuldades. Ela está a dar apoio ao Afonso. Ficámos um pouco a falar sobre o Afonso e as suas dificuldades. Ela acha que ele está a evoluir e que vai lá, mais de vagar, mas vai lá. Bem, ouvir isto, fez-me sentir mais aliviada! Até fui trabalhar mais feliz.

18 de fevereiro de 2016

Parabéns Gémeos

13 anos fazem hoje os meus queridos filhos gémeos. Parabéns para eles.



A encomenda - #3

3ª-feira, logo de manhã, fui aos correios buscar a encomenda do meu marido. Uma caixa leve, mas enorme. Ao chegar ao trabalho mandei-lhe um e-mail.
 Algo do género, mas sabendo que o ia chatear:

"Fui aos correios. Queres as boas ou as más notícias?"

Achei estranho ele não me ligar. Fui ao café e ao chegar tinha uma mensagem:

"As MÁS"

Mandei um mail de resposta:

"As boas são: fui aos correios e comprei um livro muito giro para o Afonso."

Ele mandou logo um mail.

"Eu disse as MÁS"

Resposta:

"A encomenda não está nos correios"

Ele, mandou logo mail:

"Estás a brincar, só pode!"

Novo mail:

"Não, a encomenda não está nos correios. E, não estou a brincar!"

Ele, ligou de seguida. Uma chamada hilariante, que resume-se a:

" - Mas a encomenda não está lá? (stress, muito stress)
" - Não!"
" - ONDE ESTÁ?" (desespero!!)
" - No meu carro..."

Bem, nem imaginam as pragas que me rogou...

Deve ser por isso que desde ontem não mexo o pescoço...

A encomenda - #2

Depois de eu dizer ao meu marido que tinha colocado o e-mail anterior no blog, ele respondeu-me isto:





 

17 de fevereiro de 2016

A encomenda - #1

Assim começa a saga da encomenda que o meu marido tanto aguardava, com uma troca de e-mails. Fica este bem engraçado:





Isto passou-se na 2ª-feira.