28 de maio de 2015

Adolescência em crise

 
Ontem, cheguei mesmo a tempo de assistir à ultima audição de trompete do príncipe mais velho. Consegui, pensei!
Quando terminou e ele veio ter comigo, vi logo que não estava bem. A audição não correu muito bem, mas pensei que não seia disso.
Pelos vistos o dia correu mal e acabou menos bem. As amizades nesta idade são muito importantes e algo que quebre essa ligação causa entropias, tristeza.
Espero que hoje esteja melhor!

Mini em ação

 Alguns minutos sozinho e é a confusão.
 
 Antes da confusão instaurada.
 

Aproveitou um lençol para colocar no chão e brincar.

A contemplar o céu.
 
 
 Brincadeira com os puffs.

 Adora pão com doce

Ó para mim, que giro!

27 de maio de 2015

Encoprese

Palavra estranha, mas é o problema do Afonso: encoprese. Mais não é do que incontinência fecal.
 
Aquilo que parecia não mexer muito com ele, começa da deixar as suas marcas.
Já me disse que este ano não queria ir para a praia com o ATL, porque as meninas dizem que ele cheira mal!
Ontem, no caminho da escola para casa, disse que não queria que o seu amiguinho Rui soubesse do seu problema.
Está na hora de mais alguma coisa ser feita. Este problema começa a afectá-lo.

Afonso o extrovertido

Estávamos a pagar as compras, no supermercado, quando o Afonso foi ver a montra da ótica em frente. Vejo-o entrar na loja.
Pergunta-me o meu marido:
" - Onde está o Afonso?"
" - Na ótica a falar com o rapaz (empregado)." " - AFONSO. " (Chamo-o)
" - Esperem um bocado, estou a experimentar uns óculos!" Responde ele.
Fui ver (calha-me sempre a mim) estava a experimentar uns óculos de sol, todos azuis, espelhados. Ele disse ao rapaz que gostava muito de azul e por isso queria experimentar aqueles óculos. O rapaz lá assentiu, muito simpaticamente.
Pedi desculpa e fomos para casa...

Como é possível com 5 anos!
 
 

26 de maio de 2015

Aviões de papel

Andamos numa fase de aviões de papel. O Afonso leva-os para todo o lado. Escolhe o papel, com a cor que quer, o pai faz o avião e depois o Afonso dá largas à imaginação a decorá-lo.
 

Felicidade é...

[Foto: Sara Girassol]
 
Felicidade é ter um adolescente, que chega a casa muito feliz, e decide partilhar o porquê da sua felicidade com a mãe.

25 de maio de 2015

Coisas deles #44#

Descobriram as tostas.
 
 
Os gémeos descobriram que adoram tostas e todos os dias fazem tostas para o lanche: com manteiga, queijo, chocolate...
Aqui estão as "famosas" tostas do João.
 
 

Treme - treme

Hora de jantar. Televisão acessa. Publicidade.
Os príncipes adoram a publicidade das gorduras da Depuralina. Aquilo é o mote da conversa ao jantar: a minha barriga. Assim tentam identificar como é a minha barriga.
Resumindo, para eles (anda uma mãe a criar filhos para isto!) a minha barriga é a Cobarde - treme por tudo e por nada...
 
Só me resta: no comments!

22 de maio de 2015

O míudo tem sentimentos

O Afonso foi ver um programa sobre rapozas na RTP 2. No final era vê-lo chorar, chorar, chorar, chorar... Cerca de hora e meia depois, sempre que se lembrava da rapoza, lá voltava o choro. Parece que no programa o pobre bicho morre. O Afonso não resistiu e ficou desolado. Espero que nos programas de animais que dão depois das 20h, não haja muitos a ter um final infeliz! Espero!

21 de maio de 2015

Mini em ação

A brincar com os balões.
Tudo o que o Afonso faz emita.

 
A desenhar - ou melhor, a rabiscar.


A ver o livro do Mickey, que tanto adora.

Descontraído com o meu telemóvel.

A beber "ai-ti". Adora ice tea.

Como não chegava ao balão, que voava com o ar do aspirador, foi buscar uma colher de pau.
Não se chega duma forma, chega-se de outra!



A sua nova casa da brincadeira. Adora fechar a pseudo-porta.

Dia da Mãe


 
Quase um mês depois, aqui ficam as imagens da prenda que o Afonso me entregou com tanto carinho e amor no Dia da Mãe: um postal e um vaso com uma flor. Adorei, principalmente pela forma como me entregou. Não consegui ir à festinha do Dia da Mãe, na escola, mas ele também não mencionou nada.

20 de maio de 2015

Mais um piquenique

 
Fim-de-semana, sol, são sinónimos de piquenique. Assim foi no passado domingo. Destino: Gerês (também, só para ser diferente)!
Primeira paragem, um miradouro, na estrada Terras do Bouro / Campo do Gerês. Lugar fresco, com mesas, uma fonte, e algum espaço para estarmos tranquilos no que toca aos príncipes.


 
Depois, o objectivo era descobrir um lugar onde nunca tínhamos ido - Bom Jesus das Mós, em Carvalheira, e lá fomos à procura do local.




Até nem foi difícil e o local vale bem a visita. Uma paisagem linda sobre o Gerês e sobre todo o Minho, quase até ao mar. Algumas serras pintadas de rosa, davam um colorido fantástico ao nosso passeio.





Os príncipes aproveitaram para jogar um pouco à bola. Explorámos o local, refrescámo-nos com a água que corria numa fonte, água bem fresquinha da montanha. E ficámos com pena de não ter feito ali mesmo o piquenique.






Próxima paragem: Barragem de Vilarinho das Furnas. Um pobre canito andava por ali, provavelmente fora ali abandonado. Ainda restava um resto do nosso almoço, que provavelmente foi também o seu almoço, dada a velocidade com que engoliu a comida. Os príncipes viram uma cobra na água, o que os deixa sempre entusiasmados.



Serra acima, Brufe foi a próxima paragem. Dia de calor, mesmo a convidar a molhar os pés. Aos poucos os princípes foram-se rendendo a colocar os pés na água. A água nestas altitudes é gelada e era vê-los, de vez em quando, porem-se em cima de uma pedra para aquecerem os pés.

 
 
O que correu menos bem foi a virose familiar, que atacou a família durante a semana, ter escolhido este dia para atacar o meu marido. Não sei o que estava mais verde se a serra, se ele!
 

Há dias assim

15 de maio um dia de contradições, um dia estranho!


Fui tia-avó pela primeira vez. Nasceu o primeiro filho do meu sobrinho mais velho. Nem acredito que ele já é pai!
 
O João também ficou com virose, a meio da tarde tive que correr para casa, mesmo a tempo de lhe segurar a cabeça antes de deitar tudo fora.
 
O Tiago foi agredido fisicamente na escola. Uma situação a ser acompanhada pela a escola e por nós, pais. Veremos como ficará!
 
 
 
 

19 de maio de 2015

O que ele diz #48#

Eu: " - Portaste-te bem na avó?"
Afonso: " - De manhã portei-me bem, de tarde portei-me mal."
Eu: " - Mas porquê?"
Afonso: " - Não sei, foi o cérebro que mandou. O cérebro é que manda em nós, sabes?"

18 de maio de 2015

Surpresa no correio

Todos os anos uma amiga, a Sara, pega na sua produção de girassol e converte, as suas sementes, em pequenos saquinhos que envia aos amigos. Adoro receber a sua pequena surpresa que chega pelo correio, com uma pequena mensagem, mas repleta de amor e amizade. Este ano é assim:
 


Há pessoas que fazem coisas lindas e a Sara é uma dessas pessoas.

Coisas deles #43#


O Afonso a desenhar o patinho. Quase igual... (olhos de mãe)