26 de fevereiro de 2015

Coisas deles #39#

O João anda muito interessado no desenho, em como desenhar, por isso anda a ver filmes na net de como desenhar devidamente. A maior parte dos filmes em português são realizados no Brasil, por isso, de vez em quando identificam o material de desenho por outro nome, que cá em Portugal não usamos e que nos é estranho.
Ontem, depois de me perguntar a mim o que era uma borracha limpa tipo, perguntou ao pai:
" - Pai, sabes o que é um limpa tipos?"
" - O quê? Um limpa tipos não sei. Um limpa tipos devem ser aqueles gajos da Máfia."
...

25 de fevereiro de 2015

Ansiedade

O príncipe mais velho é muito ansioso. Esta semana tinha que fazer um trabalho para geografia. Estava ele no pc a preparar-se para fazer o trabalho quando o começo a ouvir " - Não posso... não consigo...". Quando fica muito ansioso nem se consegue expressar. Os nervos param-no. Já de lágrimas nos olhos refugiou-se no quarto. A saca rolhas e com calma, lá consegui perceber o que se passava. Tinha o trabalho, mas tinha teste no dia seguinte. Não sabia que fazer. Não estava devidamente preparado para o teste. Tentei acalmá-lo. O trabalho faria no dia seguinte (como aconteceu) e o pai iria ajudá-lo a estudar para história.
No final, parece que se fez tudo e bem. Mas estes momentos de grande pressão causam-lhe níveis elevados de ansiedade que tem que ser ajudado a ultrapassá-los. Temos que o ajudar, temos que o acalmar.
 
 

Deste lado

 
A opinião de uma colega de trabalho sobre a forma como falo ao telefone.
 
 
A minha mesa no trabalho. 5 carinhas larocas para me ajudar a pensar em coisas positivas.
E há lá coisa mais positiva que os meus príncipes?
 

100 kms ao som do alcatrão

 
O rádio do carro foi-se. Ir buscar o meu filho à avó parece uma viagem de outros tempos. Ali estou eu, com o som do vento, o som do alcatrão, pronta a fazer 100 kms.  Valha-me a paisagem e o pôr-do-sol. Para cá, já acompanhada pelo Mini sempre cantarolei até ele adormecer.

23 de fevereiro de 2015

Mini em ação (e o gato)



Mini a tentar subir para a mesa onde está o celeiro dos Little People.


O gato em cima da mesa dos Little People


O Mini a tentar escrever.


O gato a tentar brincar com os marcadores que o Mini está  usar.

Por todos, não custa nada

 
Cá em casa há pequenas tarefas que os príncipes vão ajudando: aspirar, tirar e arrumar a loiça da máquina, pôr a mesa, arrumar as compras. O Afonso também gosta de ajudar. Está sempre pronto para pôr a mesa.
Coisas simples, mas que por todos ajuda e custa muito menos.

Coisa mai linda da mamã

O pai adormeceu-o às 20h. Deitou-o na sua cama (raramente lá dorme) e dormiu até quase às 8h da manhã, seguidinho (acordei-o para lhe dar o leite). Quem acordou, várias vezes, foi a sua mamã (eu), porque não estou habituada a dormir sem o Mini por perto. Parece que ele até dorme melhor na sua cama.

G'anda consulta

Meses à espera da consulta de cirurgia do Afonso, devido à sua incontinência fecal. Depois do susto de novembro, aguardava com anseio esta consulta. Chegámos, falámos, o médico passou nova medicação e viemos embora. Nem apalpou, nem olhou para a barriga do miúdo! Em julho nova etapa...
Grande consulta, assim chegam-se a grandes resultados. Nem observação houve?!?

Os poucos dias de sol

Se há coisa que os príncipes, principalmente os mais novos, gostam é aproveitar os dias de sol lá fora. Brincam com os carros, atiram bolas, marcam golos (marcar golo implica sempre rebolar na relva), correm, rebolam-se. Que venham os dias de sol depressa!
 







 

Onde está...?

 
 
Os livros podem ser um encanto, pela leitura ou pela procura. Ao João, nos anos ofereceram "Onde está o Wally?", e tem sido uma ocupação de tempo para todos.

20 de fevereiro de 2015

Coisas que me alegram o dia

O belo sorriso dos meus filhos dá-me alento, motivação, e por isso, escolho sempre uma foto que tenha um lindo sorriso de um deles, para pôr no fundo do ecrã e me motivar para o dia-a-dia. De vês em quando lá estou eu a aquecer o coração, a olhar para a fotografia.
Agora tenho esta do Afonso. Um sorriso, doce, quente e muito alegre.
 

Não está lindo?

19 de fevereiro de 2015

Com amor

[Foto: Sara Girassol]
 
 
Com amor e carinho
Se vive uma paixão.
A minha, tem 5 filhos
E tu tens o meu coração.



[Este foi o poema que fiz ao meu marido no Dia dos Namorados]

Consulta dos 18 meses

O miúdo come tanto, e na consulta dos 18 meses informaram-me que não tem engordado! Como é possível?!!? O Mini está magrinho, desceu de percentil e por isso, vamos ter que controlar o peso. Teve adoentado e durante 2 semanas pouco comeu. Será que perdeu peso?!? Bem, fome ele não passa...
 

 

Brinquedos com vida

Os brinquedos cá por casa têm vida. Uma vida que tem interregnos, mas que rapidamente voltam ao activo. Os brinquedos, quando deixam de ser usados, passam para o sótão, mas quando chega a idade de um novo príncipe brincar com eles, são trazidos para baixo, para que cumpram a sua função.
Recentemente, visto que o Mini já tem ano e meio, trouxemos os blocos e a casa / celeiro dos Little People.
 

 

 
O Mini adorou. Para o Afonso foi um reviver e no momento de rever estes brinquedos, nem deixava o mano mais novo lhes tocar, até os abandonar. O irmão aproveitou então os seus "novos" brinquedos.
 
 

12 anos - a festa

 
 
Um mega bolo cheio de fios de ovos, como o João gosta. e um bolo de gomas, que vale pela piada, não vale o dinheiro que efectivamente demos por ele. Para a próxima farei eu um!

18 de fevereiro de 2015

O que ele diz #38#


" - O que é isso?" - pergunta o Afonso. "- São fatos de carnaval?"

12 anos

 
Hoje os gémeos fazem 12 anos. À 12 anos, a esta hora (16h) ainda nada fazia prever que prematuramente nasceriam naquele dia. Chovia e estava sozinha em casa com um bebé de 19 meses, quando sem contar, tudo correu muito rápido. O caminho para o hospital, rápido e de ambulância, fez nascer 2 lindos, pequeninos e fortes meninos, que mesmo com 35 semanas de gestação não foi necessário irem para a incubadora. Nunca mais me hei de esquecer de os ver, juntinhos, pela primeira vez no aquecedor, da sala de partos. Companheiros de uma vida, para os bons e maus momentos.
 

17 de fevereiro de 2015

9 anos (4 connosco)

 
O Spike faz hoje 9 anos. À 4 anos que está connosco. Teve bolo de cão, com arroz e carne grelhada.

Foi assim o Dia dos Namorados

O Afonso ofereceu-nos (a mim e ao pai) um postal e um lenço dos namorados.


O João fez também um postal para mim e outro para o pai.
Quanto, à minha prenda para o meu marido, tinha-lhe dito que nada lhe iria dar. Menti! À meia-noite e meia, quando o Mini nos fez estar acordados, ele perguntou-me se não tinha nada para ele. Mandei abrir a gaveta onde guardei as prendas. Um anel (ele andava a pedir à muito) e um livro.

 
A prenda dele para mim foi uma linda pulseira. Adorei-a. Linda, linda, linda...

 
Nos dias especiais há sempre bolo, que voou... Era maravilhoso!

 

16 de fevereiro de 2015

Noite de futebol


 
O Tiago, ontem, foi ao futebol com o pai. Só tínhamos 2 bilhetes e foi complicada a decisão. Era para ir o Afonso, que nunca foi, mas optou por ficar em casa. Passou a bola aos gémeos. O João é quem vai mais vezes, por isso, seria dada prioridade ao Tiago, que a determinada altura decidiu não ir, para alguns minutos depois se arrepender. O João ficou feliz quando ele decidiu não ir, mas amuou quando o irmão decidiu aproveitar a sua oportunidade.
A ida ao futebol não é bem a vontade de ir ver futebol, mas sim o bocado que têm só para eles. Um tempo que passam só com o pai, que partilham interesses. Um pedaço de tempo só deles, o que é raro numa família grande, daí a sua importância.
Divertiram-se, especialmente com os adeptos efusivos cuja linguagem se baseia no dicionário de palavras "feias" portuguesas. O Tiago veio com a coleção completa.
 

Mini em ação

A brincar com o copo de pôr água no ferro de engomar.
Tudo lhe serve de brinquedo!


A coleção de copos de iogurte do Afonso são uma perdição.
Adora espalhá-los.

Piratinha ao ataque. Apanhou a espada de ninja do Afonso.
Imita tudo o que vê.


Os tachos são uma loucura na hora da brincadeira. Servem para tudo: colocar carros, bonecos, chaves,...
Quantas vezes vamos buscar um tacho e tem brinquedos lá dentro.

Dentro do armário a tentar brincar com as malgas. As malgas são de loiça e não o deixamos.
Assim, pensa que não o vimos. Se ele não nos vê!

As luvas de ir ao forno são ótimas para brincar, mesmo que a mãe esteja a necessitar delas.


Mas o guerreiro, o piratinha, por vezes também aterra (raramente), acabou por adormecer na hora da comida.