31 de janeiro de 2015

Coisas deles #37#

Já desenharam mais, muito mais. Mas de vez enquanto lá estão eles agarrados ao papel e ao lápis. Estes são os desenhos que o Tiago tem feito ultimamente. Quando nada tem que fazer, lá está ele, quieto, a desenhar. Gostei muito destes. Desenhos que ele gosta, dos jogos que adora.
 

O que ele diz #34#

Estávamos a ver um programa sobre casamentos ciganos, quando comentámos o vestido da noiva. Eu disse que não gostava do vestido e o Afonso disse que também não, e acrescentou:
" - O vestido da Paula é que era giro. (da prima) Eu estava quase a apaixonar-me pela Paula."

Só ele...

Mini em ação




A despensa também já é lugar de brincadeira. As latas e as conservas são tão apelativas! A brincar com as argolas de guardanapo - alguém lhes tem que dar uso!
Agora pega no caixote de brinquedos e vira tudo no chão. Assim escolhem-se melhor os brinquedos!

30 de janeiro de 2015

Coisas deles #36#

O Tiago, na aula de E.V., fez um chapéu para o gato (até nas aulas pensam no gatito) . E, que bem que lhe fica.
Os gémeos adoram o Quem.
 

Um cantinho tratadinho @ 3 1/2

A nossa árvore, depois de pintada, comprado o vaso, colocadas as pedras brancas, e agora os pássaros, ainda está em evolução, mas já mais composta. O resultado final ainda longe.
Os passarinhos ficam super bem, as fotos não fazem jus à beleza.
 

 
 

Coisas que me irritam

"...muito importante o que estás a dizer...",
Pois, mas na realidade não servirá para nada (é o que querem dizer realmente), ou nem te estou a ouvir, ou nem penses que vou usar isso...
 
Esta é das frases que mais detesto ouvir. Não foi para mim, porque se fosse...

28 de janeiro de 2015

Rolhas engraçadas

 
Não sei que é feito das rolhas que fui comprando para pôr nas garrafas quando necessário, a verdade é que desapareceram. Assim sendo, à muito que ando à procura de algo engraçado. Encontrei estas fantásticas numa loja do chinês, lá no burgo. Não ficam lindas as garrafas? Acabou o ar monótono no frigorífico.

27 de janeiro de 2015

Remédio Santo

O Afonso nem sempre quer ir para a escola. Não chora quando lá chega, até parece muito feliz, mas em casa reclama sempre que não quer ir para a escola.
Ontem, como tem estado desde o início do ano sempre doente, e teve febre até ao passado sábado, foi para a avó. Quando chegou a casa, e abri a porta do carro do pai para o tirar, ele disse: " - Amanhã, quero ir para a escola.". E, nunca mais falou noutra coisa.
Hoje, tornou a afirmar que queria ir para a escola e lá foi todo contente.

Bicheza: afastem-se do meu príncipe.  

Ò p'ra nós que vaidosos





Uns óculos ou um chapéu fazem maravilhas para uma boa brincadeira.

Luta de preços

 
Saldos. Loja do Gato Preto.
Já à muito andamos para comprar um jarro que água grandito, que não nos faça levantar da mesa cada vez que enchemos 4 / 5 copos. Tinha ido à Loja do Gato Preto e vi lá um grandito, giro, vermelho, o tamanho indicado, mas era de plástico. Queríamos de vidro. Entretanto, voltei à loja com o meu marido, e ele também gostou do jarro. Um bom preço, o tamanho indicado, decidimos comprar.
Cheguei à caixa e dizem-me 6,99€ (mas o jarro estava marcado em saldo 4,99€). Se tivesse comprado mais coisas se calhar nem notava, mas perante isto disse: " - Desculpe, está marcado 4,99€, tal como todos os outros que lá estão!". (o meu marido diz que eu não me limitei a dizer, que lancei raios ao dizer... Opiniões!)
A empregada perante a situação chamou a encarregada, superior, o que seja, como se a culpa fosse minha, que teve a lata de me dizer: " - Sabe o jarro custa 6,99€, mas alguém se enganou a marcar. " Eu silenciosa, sem que no meu cérebro me surgisse a interjeição " - E???!!!!"; e a excelente profissional, pronta a queimar qualquer colega de trabalho atira " - Quem se enganou vai ter que colocar a diferença...". Pois, como se isso me incomodasse, o que me interessa e interessou é que o jarro estava a 4,99€ e foi esse o preço que paguei por ele. Se houve engano ou não a mim não me diz respeito, nem a conversa da treta de quem é a culpa me vai interessar. Aliás, é uma conversa que nunca se deve ter perante um cliente. Grande responsável...
 

23 de janeiro de 2015

Mini em ação






Brincar com os plásticos. Brincar com as pegas. As molas dos sacos são dos seus brinquedos favoritos, passa-as de umas caixas para outras. Desarrumar as revistas e voltá-las a pôr no lugar. Comer cereais com as colheres da salada.

Lanche à maneira

 
Aproveitam que a mãe está por casa e pedem um lanche reforçado. Chocolate quente e panquecas. 10 minutos depois está pronto. Os gémeos adoram estes lanches.

22 de janeiro de 2015

Prendinha

 
Obrigada titia Ceci, o Mini adorou... aliás, os papás do Mini adoraram. Ainda não serve, mas num instante servirá. Vai ficar lindo com ele.


Novo centro de mesa

Um novo centro de mesa. Posso dizer que não é estático.

Em casa...

O Afonso, desde sábado que tem tido febre. Melhorou um pouco na 2ª-feira e na 3ª-feira foi à escola. Ontem, a meio do dia chamaram-me que estava com febre. Febre não muito alta e dores fortes de cabeça é o que tem. Fui com ele ao centro de saúde, para evitar uma ida ao hospital, mas parece que não evitei. No centro de saúde não o atenderam e tive que voltar ao hospital. Já  vamos em 3 vezes este ano, e sempre o mesmo, o Afonso. Diagnóstico: talvez algo vírico, ficar em casa nos próximos 2 dias, se não melhorar, voltar.
A febre mantem-se hoje e as dores de cabeça fortes também. Uma hora, hora e meia de tomar a medicação melhora, mas não está a ser fácil, nem para ele, nem para nós que temos que estar neste controlo e inquietude constantes.

20 de janeiro de 2015

Há coisas simples, mas tão boas...

 
A semana passada, 5ª-feira, tinha reunião com a professora do Afonso. Já passava das 15h30 quando fui para a escola. Ao chegar vi a professora e a auxiliar, animadas, a espreitar para a sala do ATL. Encaminharam-me rapidamente para dentro da sala. Qual não foi a minha surpresa, os meninos da pré a cantar as Janeiras para os pais. Entrei, arranjei um buraquinho onde me encostar, e os meus olhos procuraram o meu príncipe. Descobri-o à minha frente. Mesmo à minha frente. Após terminar a canção fiz-lhe cócegas no pescoço, mas ele não se virou. Manteve-se. Tornei-lhe a fazer. Manteve-se quieto, mas já incomodado. Tornei a fazer-lhe e ele virou-se. A alegria nos seus olhos de ver a mãe. Afinal ele tinha cantado para a mãe.
Quase não tive para ir à reunião àquela hora, mas ainda bem que fui. Um momento simples, mas tão lindo. Obrigada aos meninos que cantaram para nós, mas também a todos os intervenientes educativos - professores, auxiliares, que souberam manter o segredo e fazer a surpresa.

19 de janeiro de 2015

Coisas deles #35#

Os gémeos foram levar a vacina do tétano na 6ª-feira. Algum receio, se ia doer ou não, mas a coisa correu bem. Fortes os meus príncipes! À noite, na hora de deitar, o João aparece aflito ao pé de mim e do pai, que o penso que tinha no braço estava a cair. Dissemos-lhe que até o deveria tirar. Ele sai-se com esta:
" - Pensei que era para ficar para sempre..."
Já estou a imaginar o meu filho cheio de pensos, devido às vacinas que levou em 11 anos...
Tanta ingenuidade!

16 de janeiro de 2015

Um cantinho tratadinho @3

Os projectos:
(ainda em construção)


A realização:
(um pequeno ajudante)

 
O resultado final:
(pequenas prateleiras redondas da Tiger; papel de parede fotográfico do Lidl)




Nunca nada é igual cá em casa. Uma casa em constante mudança.

Passeio Diário do Spike #13#

Inverno bem frio este. Nem o frio, nem a chuva, fazem com que o Spike tenha menos vontade de fazer o seu passeio diário. Corre, corre, cheira, cheira, cheira...


 
Eu, vou registando as cores de inverno: os verdes vivos, os castanhos, e os amarelos aqui e ali.
 

 


 

 
No final trago sempre alguma coisa para casa, desta vez foi um pouco de chá bem fresco - cidreira.
 


Calculadora: fim da história

Fui buscar o príncipe mais velho à escola e perguntei-lhe se a calculadora funcionou, se a foi buscar ao porteiro (só não acerto no euromilhões - e o jeito que me daria!), ao que respondeu que não. Tinha dito ao pai que me ligasse a dizer que não era necessário lhe levar a calculadora à escola, pois a do Tiago tinha o que necessitava. Se o pai me ligou? Pois... parece que não. Bem, lá estava a calculadora, calmamente à espera, junto do porteiro...
Fim de história.

Calculadora: uma história

O príncipe mais velho ontem, à noite, disse-me que necessitava de uma calculadora científica para hoje, pois tinha teste de matemática. Ele usava a minha, mas parece que se foi... Como se foi? Comprei-a em 1992, quando fui para a universidade e nunca lhe mudei a pilha... Como se foi?!?
Bem, mãe em ação: sair do trabalho, ir à Worten, comprar a calculadora e deixar no porteiro da escola, para que no teste ele tivesse calculadora...
Ainda estou a pensar, mas como se foi???!!! Era quase uma relíquia! Ainda deu para o meu filho...

15 de janeiro de 2015

O que ele diz #33#

O Afonso a falar de algo que o preocupa:
" - O meu amigo R. vai mudar de casa, vai mudar para Braga. Vai viver com a mãe. O pai vai viver noutra casa. O pai já não gosta da mãe. O pai atualmente não gosta de ninguém."
 
Assuntos que por vezes pensamos que não os afectam, mas na realidade afectam O Afonso que raramente fala da escola, está preocupado com o amigo.

14 de janeiro de 2015

Nos saldos

Fui à SportZone comprar uma mochila para o príncipe mais velho que está a necessitar de trocar. Aproveitei e dei uma vista de olhos nos saldos. Trouxe umas sapatilhas para o Tiago fazer educação física por 2,27€ (não me enganei) e umas calças de ganda, também para os gémeos, por 6,25€, que custavam antes 25€. É que eu gosto de compras assim... Agora só espero que sirvam aos visados!

9 de janeiro de 2015

Cu-cu


 
A novidade cá de casa. Há muito que procurávamos um relógio de cuco, e cá está ele. Bem giro e bem barato, uma aquisição na Tiger. A novidade de 2015.

Mini em ação












Os brinquedos preferidos do Mini são mesmo os utensílios de cozinha, caixas, colheres, tachos.