28 de novembro de 2014

O Tempo é que manda

Uma das minhas maiores preocupações no Inverno é a roupa - secar a roupa. Numa família de 7 pessoas há muita roupa para gerir e se chove muito, não há como secar. Passo horas de volta da mesma.
Hoje, o dia começou chuvoso, mas o sol vem aí. Por isso, e visto que o meu marido esteve de manhã por casa, pedi-lhe para estender a capa de edredão. Pode ser que à noite esteja seco! Se ele não tivesse em casa, ficaria para aqui a matutar - "porque não o estendi?"

27 de novembro de 2014

Prova de Canoagem

Depois de grande pesquisa de fotos sobre a prova de canoagem que os gémeos foram no sábado, visto que não fomos, eis que me deparo com uma foto linda (baba, muita baba) dos gémeos, dos colegas e dos professores na prova de canoagem. Dá-me uma pena não ter ido!
 
 
Esta foto servirá para ver o estado agitado em que estava a água da albufeira. Não foi fácil!
 
 

Campanha Solitária - ao contribuir fará alguém sorrir

 
Uma campanha aqui do burgo, mas que quero participar. É importante transmitir aos miúdos os valores da ajuda, da dádiva, da cooperação, da SOLIDARIEDADE.
Nesta campanha, como em muitas outras, pede-se alimentos, roupas, brinquedos; mas, o que me chamou mais a atenção foi:
"Alimentos característicos da época natalícia, chocolate porque as crianças adoram e os adultos também..."
É verdade, as crianças necessitam de algo que também as alegre, de algo que faça a diferença e não seja mais do mesmo. Algo que crie alegria e que crie momentos de prazer no Natal. São os bons momentos que ficam.

Corta-mato

 
Os gémeos, na passada 6ª-feira, participaram no corta-mato da escola. Quando estávamos a sair de casa perguntaram porque o príncipe mais velho não participava. Eles não entendem como ele não quer participar!
Os desportistas lá foram, o João ficou abaixo do 20º lugar e o Tiago abaixo do 25º, numa prova de 90 crianças. À tarde, nem os ouvi, era um a dormir no quarto, outro na sala.
 

26 de novembro de 2014

Trabalho a dois


 
Os gémeos tinham que preparar o cartaz com o trabalho de história. Escolher os textos, recortar imagens e montar tudo. Pelo meio ainda houve troca de palavras azedas entre os dois, mas no fim, satisfeitos com o resultado, a bonança voltou.
 

Consulta médica

Mais uma visita ao Hospital de Braga. Às vezes que já lá fomos este ano, um ordenado de certo já foi gasto em parque, sem contar com exames e consultas. Alguém me arranja um cartão VIP?!
Bem, hoje foi um 2 em 1. Fui com o príncipe mais velho e com o príncipe mais novo. A pedriatra é fantástica, se há pessoa que tem jeito para crianças é aquela médica - Drª Ariana Afonso.
O príncipe mais velho teve alta, sem vestigios da pneumonia que teve, está bem. Agora, como as dores do peito continuam vai para cardiologia, a ver se faz exames mais rigorosos e se descobre de onde vem a dor.
O príncipe mais novo - fez o irmão dar minhentas voltas ao gabinete - está bem por agora, mas a médica acha melhor ver se não tem nenhuma crise respiratória durante o Inverno. Para já nada de medicação, à 2ª crise, retoma a medicação.

25 de novembro de 2014

Atarefado

Sempre atarefado, o Mini, na fase da descoberta, em que a descoberta é mexer e mexer, em tudo e mais alguma coisa onde possa chegar, todos os dias mexe no que não deve. Há coisas que tem uma tendência para querer, mais que outras, que por coincidência são as coisas que não queremos que mexa. Todos os dias parte, rasga, algo. É colocado de castigo na sua cadeira e lá fica calado, à espera que nos passe o mau-humor. Mal sente o clima amainar, deita aquele sorriso que nos derrete e pede logo para ir para o chão.
Se melhora? Não, mas são alguns segundos que está quieto...

24 de novembro de 2014

Come de tudo

 
O Mini come de tudo. Tudo que vê quer provar. E, come pela própria mão (em família grande há que colocar as mãozinhas na massa!). Claro, que comer pela própria mão tem inconvenientes, tal como ficar "limpinho" no final da refeição.
Come de tudo e gosta. O que menos gosta é mesmo papa.
 

23 de novembro de 2014

Cheiros de domingo

Aletria, com cheirinho a canela. O coração de Viana está ao contrário (acontece-me sempre isto, só noto depois!)


Queques simples e rápidos. Também rapidamente se foram...


Máquina de secar roupa

A máquina de secar roupa tem sido uma compra adiada ano após ano cá em casa. E, parece que ainda não estou consciente para esse investimento. Mas, em alternativa comprei esta máquina mais artesanal, para ter onde colocar mais roupa na garagem. Já tinha um à muitos anos, agora é brutal o poder de secar roupa... tenho 2! 2 estendais na garagem!
 
 
Ikea, 5€... O que eu poupo em luz e na própria máquina. Qualquer dia rendo-me mesmo e vou comprá-la!
 

Alegria ou Orgulho

 
Ontem, os gémeos foram ao seu primeiro campeonato de canoagem. Este ano, como está sempre a chover não têm treinado nada, por isso, achámos que deveriam ir só para saber como é, pois deveriam ser dos últimos.
Não os pudemos ir ver porque foi longe, em Alpendorada, e tínhamos já coisas marcadas, o que inviabilizou fazer uma viagem grande.
Tardaram em chegar, quase 2 horas depois do previsto, mas a surpresa chegou.
Numa prova com mais de 20 miúdos, o Tiago ficou em 5º lugar e o João em 8º. Foi uma grande surpresa. Para mim foi como se ganhassem. Nunca esperei tão boa prestação, mas fiquei muito feliz por eles. Aliás, todos cá em casa ficámos muito felizes. O professor também disse que eles tiveram muito bem, os meus pequenos campeões.
Um pequeno pormenor que fez o meu dia muito especial.
 

21 de novembro de 2014

Tãooooooo cansaaaaaaaaaaaaaaada!

Mas tão, tão cansada... Até nem sei porquê?! Só subi e desci para aí 100 vezes ao escadote...
Este dia de férias foi comprido...

20 de novembro de 2014

O que ele diz #30#

A caminho de casa, surgindo a conversa do nada. Pergunta o Afonso:
" - E, se todas as pessoas ficarem velhotas?"
" - Todas as pessoas ficam mais velhas, até tu, cada dia que passa."
" - Mas eu não quero ficar velhote..."
" - Mas todos os dias ficamos mais velhos."
" - Mas, eu não quero ficar velhote, porque gosto muito de saltar! E, se não houver mais bebés?"
" - Todos os dias nascem bebés."
" - E, tu também vais ter um bebé?"
" - Eu não. Já tive 5. Mas querias outro mano?"
" - Sim, queria ter dois bebés..."
" - Mas querias uma menina ou um menino?"
" - Um menino. As meninas estão proibidas lá em casa. Só podem entrar mães, avôs, pais, velhinhas, avós..."

Conversas (interessantes) no elevador

Entro no elevador, já lá está um colega, de quem não sei o nome e raramente vi:
" - Bom dia."
" - Bom dia."
[silêncio]
[silêncio]
Olho para as botas, ele parece muito interessado no telemóvel (ou disfarça!).
[silêncio]
[silêncio]
" - Até logo."
" - Até logo"
 
Porque nestes momentos uma viagem de 2 andares nos parece tão longa?! Porque não usei as escadas?

19 de novembro de 2014

Roupinha que tanto necessito!

Vou comprar roupa para mim e onde termino sempre? Na secção de criança. O que trago sempre? Coisas para os príncipes...
Mas agora estou mesmo a necessitar de roupa...

18 de novembro de 2014

Um Brinquedo por um Sorriso

 
Todos os anos organizamos, aqui na empresa, um evento de apoio à Cáritas na oferta de um presente de Natal para uma criança, para fazer o Natal dos outros mais feliz. Se puderem, quiserem, apoiem:
 

O que eu queria no Natal

O meu marido diz que já tem a prenda de Natal para mim (pour moi) idealizada. Não precisa de ideias, dicas este ano, mas anda sempre a rondar.
Assim sendo:

"Querido maridinho, se me quiseres surpreender! E, olha que ficaria mesmo surpreendida!"

16 de novembro de 2014

A perda, o vazio

[Foto Sara Girassol]
 
A perda da pequeníssima Margarida foi uma dor para os pais, mas não só. O Tiago chegou à cozinha quando estava a dar a notícia e perguntou-me porque um bebé com menos de meio quilo não resistiu. Expliquei-lhe tentando demonstrar com um saco de kiwis o tamanho e o peso do bebé. Ele disse:
"- Mas só te pedi para me explicares, não para chorares...".
Qualquer pai tem medo de perder um filho e por isso, a perda da pequena Margarida é também uma perda para todos os pais.
 

15 de novembro de 2014

Passeio Diário do Spike #12#

Com os dias cada vez mais pequenos, os passeios do Spike são noturnos. Tirar fotos destes passeios, no escuro, não resulta muito bem!
Esta semana, num dos passeios, pelo meio do escuro, quase pisava um sapo. Próximo das casas encontrei outro sapo, o qual, mesmo no escuro, consegui fotografar.
 

 

Brincadeiras

O Mini a ver livros. A observação ocupa-lhe algum tempo.
 
 
Para parar um pouco quieto vale tudo, nem que sejam as cápsulas do café. Pássa-as de umas caixas para outras.
 
 

Felicidade

 
Cara de felicidade dele, porque teve uma prenda. Para nós a cara de felicidade representa o descanso, a calma, o voltar ao normal. Uma semana que passou sobre a ameaça do internamento, deu origem à bonança. Uma felicidade também para mim, para o pai, para todos os que se envolveram connosco.

13 de novembro de 2014

Tolerância = 0

Se há coisa que já não tenho paciência é para comentários ao que faço em casa, das pessoas que passam por lá de vez em quando. Antes ainda tentava me justificar, atualmente, já nem respondo...
 

11 de novembro de 2014

Dieta alimentar

O Afonso, com o seu problema intestinal, foi obrigado a reduzir, de novo, a quantidade de laticínios diária. Agora, à noite, só pode beber 100ml de leite.
 
 
Isto para além dos dois iogurtes diários...

Ó para mim, que vaidoso




10 de novembro de 2014

Questões de saúde


 

O Afonso anda muito branco, na minha opinião branco demais. O médico também acha, por isso, fomos fazer análises. No fim das análises ainda ficou mais branco. Teve que estar um pouco deitado numa cadeira até recuperar, com a cabeça no colo da avó. Taduxo! O que o medo causa...
 

E, nos corredores...

Nos corredores só se ouve falar da Legionella. Depois da loucura com o ébola, que estava tão longe, um surto de Legionella assombra o nosso país. Posso dizer que com ou sem motivo estou preocupada... Com o ébola não estava preocupada, mas este surto ataca os "nossos", este sim cria-me preocupação!

6 de novembro de 2014

15 meses

Com 15 meses o Mini ninguém o pára. Parece que tem sempre algo para fazer, nem que seja desarrumar gavetas e móveis. É vê-lo a andar de um lado para o outro, sempre atarefado, sempre a correr. Tem 9 dentes (5 nasceram ao mesmo tempo!). Tenta-nos imitar no que dizemos. Só diz Papá e Mamã quando lhe dá jeito. Adora o gato e ama dar pão ao Spike. O seu dedo indicador é o seu melhor amigo, pois tudo o que quer pede com o dedo.
Faz birras quando não lhe fazem o que quer.
Continua careca, o cabelo teima em crescer.

4 de novembro de 2014

Ainda acreditam no Pai Natal

Os gémeos, já com 11 anos, ainda acreditam no Pai Natal. Não é mau, é bom acreditarmos em algo.
No outro dia, o Tiago falava-me das prendas que quer para o Natal, quando o Diogo lhe pergunta se ele tem noção do valor (em dinheiro) que isso é? Ele diz que não faz mal, que o Pai Natal pode. O Diogo (que já não se acredita, mas não deita abaixo a crença dos irmãos) chama-lhe a atenção para que são 5; como são 5 têm que ter cuidado com o que pedem.
A magia do Natal ainda vive lá em casa.
 

Manias estranhas

Quando um policia, que esteja a controlar o trânsito me manda avançar, tenho a mania (mania sem controlo) de lhe agradecer, ou com um aceno de mão, ou com um simples gesticular de pescoço, ou mesmo sai-me um "obrigada", quase sem som. Algo que me ocorre livremente.
E, caramba, isto é quase diário. Mal não fará de certo!
 

3 de novembro de 2014

Semana em revista #8

Uma semana nada fácil, embora tenha estado 3 dias em casa com o Afonso doente, foram dias duros. Fica a prenda oferecida pelo pai, para o ver mais feliz. Um peixinho de brincar que ativa quando entra em contacto com a água. O que ele adorou.
 

As brincadeiras do Afonso com Legos, enquanto estava doente.



O Miguel e o gato: uma amizade única. Quem subirá as escadas primeiro?

1 de novembro de 2014

As limpezas

Nem sempre querem ajudar. Nem sempre fazem um bom trabalho. Mas, aproveitam o momento para a brincadeira - os gémeos a limpar o pó.
 

 

E, depois da noite de Bruxas

Hoje estou de rastos. Depois de uma semana intensa, acabar com uma festa de Dia das Bruxas é duro, mas os príncipes mereciam esse esforço. Correu bem a festinha e eles gostaram de ter cá em casa os amigos.
Ficam as imagens:
 
- Decoração
 




 
 
- Comes

 
- Convivas