21 de fevereiro de 2013

As desculpas

No caminho de casa para o trabalho, o príncipe mais novo estava com uma greta na janela do carro, e a queixar-se que tinha a janela aberta. Questionado sobre quem abriu a janela, visto que quando saímos de casa, a janela estava fechada, respondeu:
" - O vento."

Tem sempre uma boa resposta...


19 de fevereiro de 2013

Ainda um cheirinho de Carnaval

Os gémeos:


(Ninja)


(Star Wars)


O príncipe mais novo:


(cowboy, mas sem cavalo...)
  

Quase um homenzinho...

O príncipe mais velho, já à muito tempo que fica uma tarde por semana, com o mano mais novo. Trata dele como ninguém.
Mas, ontem, deu mesmo o seu melhor. O irmão fez um monumental cocó, nas cuecas, e o príncipe mais velho perante tal espectáculo. Deu-lhe uma banhoca e vestiu-o todo de fresco. Diz que se atrapalhou no início, mas não o ia deixar ficar assim!
Temos rapaz feito, perante as adversidades, já sabe reagir sem ajuda dos pais.
 
 

18 de fevereiro de 2013

Cada chapéu uma cabeça

 
Tinha um chapéu que me deram à muito, mas além de me ser pequeno, também não gostava muito dele. Parece que ontem encontrou a cabeça certa.
Lá foi o chapéu e a futura dona (atual, aliás) toda feliz com a descoberta.
Espero que passem bons dias juntos.

15 de fevereiro de 2013

À descoberta da música

 
O príncipe mais velho, a entrar a passos largos na adolescência, descobriu agora uma nova paixão. Sempre que está em casa está a ouvir música. Mas não ouve só uma música, ou melhor, só um estilo de música. Ouve tudo, desde clássica, alternativa, anos 80, anos 90. Ouve, repete, repete, e as que gosta mais faz questão de ouvir todos ou quase todos os dias.
O mais curioso é que no Natal lhe demos um cd com músicas atuais, um dos Now, mas se ouviu 2 ou 3 vezes foi o muito. Parece que as músicas que estão na voga, são as que menos lhe interessam.
 
Hoje de manhã lá em casa ouviu-se:
- Europe
- "La Bamba"
(já velhinhos, mas parece que lhe agradam.)

O que ele diz #13#

Antes daquela boquita saía "pompete", hoje surpreendemente saiu trompete. Aos poucos vai melhorando a sua linguagem.

14 de fevereiro de 2013

Os namororados

 
Perguntando aos príncipes quem tinha namorada. O Tiago diz que tem, que namora com a Leonor, mas... ela não gosta dele!
São tão simples os namoros em pequenos.

11 de fevereiro de 2013

Acordada à dentada

Ontem, fui acordada com uma bruta de uma mordidela do príncipe mais novo no pulso, com direito a puxão pelos seus dentes da minha pele e tudo.
Pelos vistos ele estava a sonhar com o Tiago!!!


7 de fevereiro de 2013

Brincadeiras em jeito de Carnaval


Um chapéu de cowboy para o príncipe mais novo, uma espada para o fato de ninja de um dos príncipes gémeos, foi o suficiente para dar ímpeto a uma brincadeira. Cá estão eles numa luta de espadas.
Acho que o príncipe mais novo ainda não sabe bem o que é um cowboy. Tenho cá para mim que confunde cowboy com cavaleiro.

Marcas


As marcas para mim não costumam ser muito importantes, mas há coisas, que quando gosto de um produto ou de uma marca, me custa muito mudar. A última descoberta foram as maravilhosas pastilhas da Ariel para lavar a roupa. Embora me tenha parecido mais caro no início, rapidamente me apercebi que poupo dinheiro com este produto. As doses certas: uma pastilha, uma máquina, fazem com que poupe dinheiro nas lavagens. Claro, só uso uma pastilha quando a máquina está cheia. Rapidamente, esta maravilha da invenção humana, se tornou fundamental cá em casa, onde se lava muita roupa.
 
Aqui está, na minha opinião, mais uma boa invenção.
 

6 de fevereiro de 2013

Quando não se pode...

 
Quando não se pode jogar jogos de consola, jogam-se outros jogos. Este (4 em linha) tem tido muito sucesso lá em casa.
 

5 de fevereiro de 2013

Coisas raras

Finalmente o fim dos cestos. Nem sei como consegui, mas vi o fim aos cestos de roupa para passar. Houve momentos, que a pilha chegava quase ao tecto. Estou orgulhosa de mim.


4 de fevereiro de 2013

De retorno ao trabalho

Faz amanhã uma semana, que passei 6 horas no Hospital de Braga a aguardar uma consulta de urgência pediátrica para o João. Desde a 4ª-feira anterior que tinha picos de febre, mas que depois desaparecia, sem na realidade desaparecer completamente. Estava sempre num estado febril, nunca descia abaixo dos 37º.
Na 3ª-feira, de novo ligaram da escola, para o ir buscar. Fui com ele ao centro de saúde, que me encaminharam para o hospital. 6 horas certas para ser atendido.
Depois de atendido foi rápido, no meio de imensos miúdos rosados da febre e de tosse, até dizer chega. O João o único sintoma que tinha era febre, nada mais. Enquanto esperámos, a febre subiu, voltou a descer...
Fez um raio-x e diagnóstico: pequena infeção nos pulmões. Passar o resto da semana em casa, se tivesse febre ben-u-ron e brufen, e claro, o antibiótico milagroso.
Hoje eu vim trabalhar e ele voltou à escola.
Esperemos que a normalidade volte às nossas vidas.