31 de outubro de 2012

Voltou... a net.

[FOTO: SARA GIRASSOL]
 
Parece que a net cá em casa não deve estar muito boa. Está lenta que nem uma lagarta. Acho que ainda vou chamar os srs da Zon. Já basta a mãozinha de princesa quase nada fazer (a esquerda mexe tão bem com o comando!), quanto mais sem net. Agora que tenho todo o tempo do mundo, nem posso ir à net...
Parece que as coisas melhoraram. Espero que sim! Netzinha adoro-te.
Eu a pensar que seria o pc, mas será mesmo?!? Bem, só este esquisito é que se encontra com dificuldades em aceder à net. Duas semanas com tanto para escrever... e sem net! Não pode!
 

Testes e mais testes

O príncipe mais velho nestas 2 semanas teve vários testes. Todos os dias teve que estudar para um teste. Para uns dedicou-se mais, para outros menos. Hoje fez o último desta temporada. Mas houve alguém que aproveitou bem esses momentos de estudo. Para o que os livros servem!...
 

 
Esta tem sido uma das minhas companhias nos últimos dias. A companhia durante 2 semanas em casa. Fala pouco, e podemos dizer que dorme mais que eu!

Pós cirurgia

A cirurgia correu bem. Mas isto de começar a trabalhar com a mão esquerda (preguiçosa e dada a pouco trabalho) não é fácil. Nos 8 dias pós-operatório, só as pontas dos dedos da mão direita mexiam. A mão sempre ao peito, a mão esquerda teve mesmo que se esforçar.

 
Agora já em a ligadura enorme que me protegia a mão, só com um penso e uma liga, a mão direita já dá uma pequena ajuda à esquerda.

 
 

21 de outubro de 2012

Sempre criança

 
O meu marido adora ir à feira mensal das velharias e descobrir tesouros. Desta vez o seu tesouro é uma memória de infância. Chegou a casa com uma felicidade tremenda. Um tesouro, uma memória das brincadeiras de criança.
Os homens nunca crescem...

Acordei bem cedo

Hoje os gémeos têm cá em casa um amiguinho para passar o dia com eles.
A ansiedade da visita era tanta que às 4h da madrugada apareceu-me um dos gémeos na minha cama, a dizer que não conseguia dormir. Pensei que fosse o Tiago. Ele não parava quieto e às 5h da manhã decidi pôr-me a pé. Ele logo apareceu na cozinha. Aí descobri que era o João. De seguida apareceu o príncipe mais velho. Dei-lhes ceriais e mandei-os de volta à cama. O príncipe mais velho, como tinha um molar a cair não conseguiu dormir e ficou acordado a ler. Eu, sem ou com sono, nem sabia bem, fui para a sala deitar-me no sofá e ver televisão (lá acabei por dormitar até às 7h). Às 6h da matina, o meu marido diz que ouvia barulho na sala e que veio ver quem seria. Pensava ele que quem estava a dormir ao lado dele seria eu, nem reparou que era um dos gémeos. Ficou admirado quando me viu a mim na sala. Bem, foi para cima, foi ter com o príncipe mais velho, pouco depois o Tiago acordou.
Ou seja, logo à noite vamos estar todos cheios de sono.

Lá se foi o ferro

Preparada para ver uns quantos CSI's seguidos, o que costumo fazer enquanto passo a ferro, monto a máquina de passar a ferro (tábua e ferro) e eis que, o ferro me começa a queimar o lençol. Quanto mais diminuia a temperatura do mesmo mais ele queria queimar o lençol. A parte de baixo do ferro a ficar castanha, fumo a começar a sair do mesmo, e... a minha mão a puxar a ficha logo da corrente eléctrica. Pronto. Terminou uma relação de trabalho de talvez 8/9 anos. Parece que ele sabia que nos próximos tempos não lhe iria poder pegar.
Resta uma solução: comprar um novo. Sem ferro de engomar cá em casa não se vive.
 
 

Momentos de aflição

Ontem, ao início da noite fui com o meu marido e o príncipe mais novo ao Pingo Doce. O meu marido aguardava pelo frango e eu estava a ver as promoções da semana, ao lado da fila dos brinquedos, enquanto o príncipe mais novo olhava para os brinquedos. Bastou deixar de olhar alguns segundos, quando me virei já lá não estava. Para onde foi? Procurei ali à volta, nas filas a seguir e nada. O meu marido, que também estava ali perto, olhou e nada. Fui direta aos seguranças, visto que têm câmaras para pedir ajuda, enquanto o meu marido foi procurar no resto do supermercado. Fiquei tão nervosa que quando me perguntaram o que vestia, não sabia dizer.
Bem, o meu marido encontrou-o na secção dos iogurtes. Tinha ido procurar os seus iogurtes, grego da danone, aparecendo logo com ele.
Apenas segundos, mas foi cá um susto!

17 de outubro de 2012

Compras para casa

Cada vez mais se vêem lojas fechar. Desta vez irá fechar uma das lojas que gostava mais de coisas para casa, a Pórtico ou PRT. Tudo com desconto, quase metade do preço. Fomos lá e trouxemos:
 
Um touro lindo (a empresa é espanhola):
 
 
Um cabide que já andávamos a namorar, mas que agora ficou quase metade do preço:
 
 
 
Um globo, que dá sempre jeito para os miúdos saberem onde ficam os países e muito decorativo também:
 
Dá pena, mas cada vez se vêem mais lojas fechadas. Aqui no burgo bracarense há sítios que já não há quase lojas abertas. Tudo deixado ao abandono, jornais rasgados nos vidros, alguns a cair, correio aos molhos debaixo das portas. Locais quase desertos... mas, haverá outra forma?!!!
 
 

Novo projecto

 
Este irá ser o novo projecto do meu marido. A menina dos seus olhos. Vai ter que lixar, tratar a madeira, envernizar. Estou ansiosa e acredito que ele também (ele muito mais que eu de certo!) pelo resultado final.
Quem não se lembra destas carteiras na escola primária? A minha tinha ferro, esta é só madeira, mas o modelo era muito próximo.
 
 
 
 
 

Um cantinho tratadinho


Já à muito que andávamos a pensar em pôr uma secretária na sala, para ter lá um local de trabalho.
Uns tripés, um tampo do Ikea, um quadro que à muito aguardava um local, um globo (aquisição recente numa loja que vai fechar - PRT)... ficou um cantinho muito arranjadinho. Ficou mesmo bem.
Gosto daquele cantinho.

Tão querido

 
Um dos grupos que mais gosto são os Keane. No próximo fim-de-semana darão dois concertos em Portugal, um dos quais no Porto. Ia com os príncipes no carro, e no rádio falam dos concertos. Eu atiro logo para o ar, em som de suspiro: "- Uma boa prenda de Natal adiantada era um bilhete para este concerto... o que eu gostava!"
No dia seguinte, o príncipe mais velho chega ao pé de mim e entrega-me 30€ para ir comprar o bilhete. Claro que não aceitei, mas foi um ato tão bonito, tão fofo,tão... Coisa mais boa da mãe.
 

Os lanches escolares

Uma das minhas preocupações diárias são os lanches para os meus filhos. Tento preparar sempre alguma coisa que comam, porque se levam o que não gostam, de certo não irão comer.
O príncipe mais velho desde que foi para o 2º ciclo que raramente come o lanche. Quando o vamos buscar à escola é quando geralmente ele come o lanche. O ano anterior foi uma luta. Uma luta também tentar saber o motivo.
Pois, este ano, pensando eu que estaríamos melhor, descobri que estamos no mesmo caminho. Na 2ª-feira fui falar com a directora de turma. A hora de atendimento é às 13h30, por isso, ele iria almoçar mais tarde. Quase no fim da reunião, ele diz que está cheio de fome. Eu e a professora perguntámos-lhe se não tinha comido, ao que ele respondeu: NÃO. Pensei eu: "lá começa a história de novo". A professora disse que os colegas também levam comida de casa e comem.
Isto dá-me cabo da cabeça, pois não é fácil controlar se come ou não. Como o poderei controlar? Será uma questão de vergonha? mas, os colegas também levam comida de casa!!
Se ele fosse gordo, mas é super magro e necessita de comer. Não pode passar tantas horas sem comer... Espero que isto não lhe venha a trazer problemas de saúde!!!
Se lhe perguntarmos o motivo pelo qual não come dá sempre desculpas evasivas: "não tive tempo" e outras do género...
Bem, a professora também vai estar atenta. Vamos controlando, ou tentando...
 
 

As coisas que eles dizem @3

 
Hoje de manhã, ao deixar o príncipe mais velho na escola, o Tiago diz:
" - Coitado do cão, está envergonhado com tanta gente!"
Para esclarecimento das coisas, disse-lhe que os cães não demonstram esse sentimento, mas em que se baseava para dizer isso? Ao que ele responde:
"- Então, até estava vermelho..."
Só o Tiago para dizer uma coisa destas!

15 de outubro de 2012

Iberanime 2012





Cultura japonesa, desenhos animados japoneses, viagem ao Japão... são estas a conversas atuais dos príncipes mais velhos.
Pois este ano, o príncipe mais velho lá conseguiu ir ao Iberanime. Foi ontem com o pai. Saíram de manhã, chegaram ao final da tarde.
Jogos, concertos, vendas de produtos sobre os desenhos animados, figuras de acção. Podemos dizer que o príncipe se divertiu, já do pai não poderemos dizer o mesmo. Foram para o meu marido horas de seca, num mundo dedicado a jovens e um pouco estranho segundo ele.
Comeram uma massa com pauzinhos, num copo de plástico, segundo o meu marido, algo intragável e nojento...
 
Os gémeos para o ano também querem ir. Não sei se pela emoção do  irmão ter ido ou porque acham mesmo que aquilo lhes vai trazer mais informação (cultura) japonesa.
O príncipe chegou entusiasmado com as suas compras. Hoje já quer levar uma t-shirt que comprou para a escola. Tem que partilhar com os amigos.
Para o ano veremos... se iremos!!!
 
 
 

13 de outubro de 2012

Outono e mantas

 
As mantas ocuparam o seu lugar. O Outono começa a fazer-se sentir e é necessário tê-las sempre à mão. Os príncipes espalham-nas, por isso, uma imagem como esta vai ser rara nos próximos meses.

10 de outubro de 2012

E, a carteira?!

 
Fui meter gasolina, olho para o lado, olho para trás, vou à mala do carro... e mala, e carteira?!!!?? Cadé a carteira? E, nem chaves de casa... nem dinheiro... nada... Fiz marcha atrás na bomba e toca a voar até casa, na esperança que o meu marido ainda tivesse em casa. E, lá estava a mala em cima da máquina de lavar roupa com tudinho dentro. 12 minutos logo perdidos de manhã!
 

E para ter fôlego é necessário...

O professor de trompete do príncipe mais velho recomendou:
- sopa todos os dias (lá vou ter que passar a fazer sopa)
- 10 flexões de braços, todos os dias.
Isto tudo para o rapaz arranjar arcaboiço e fôlego.

9 de outubro de 2012

A fúria da natureza contra-ataca

 
À uns dias, a passar a ferro umas calças, de repente veio-me um cheiro a ervas intenso. Pensei: "onde raio andei com as calças para terem este cheiro?!?" Bem, voltas, e mais voltas, descubro um alto dentro das calças. Tento perceber o que é, e destemida como sou (sim, isto de passar roupa a ferro não terá à partida motivos para medo) meto a mão pela perna das calças abaixo. E, ... nada! mas fixou uma mancha de molhado nos joelhos, precisamente num joelho. Olho para o chão e lá está um bicharoco, com para aí 4/5cms, todo torto, com uma perna para cada lado, morto. O cheiro a ervas era do bicho que foi passado a ferro.
Passaram alguns dias e ontem, ao tentar limpar o rabiosque ao príncipe mais novo, agachada à sua beira, peço-lhe para se debruçar sobre as minhas costas, ao que ele diz: "- Mãe, tens um bicho nas cotas, gande!". Destemido como costuma ser pedi-lhe para me tirar o bicho das costas, o que ele recusou! Toca a chamar os outros príncipes, e a perguntar-lhes se tinha um bicho nas costas. Bem! A cara deles é indescritível... O que teria nas costas, um lagarto? Pedi-lhes, já a imaginar todo o tipo de bichos, que me tirassem o desgraçado das costas, o que eles em pânico disseram que NÃO! Soluções precisam-se, por isso, disse-lhes para com um pano sacudirem o bicho (o raio do bicho) para o chão. O João, engoliu em seco, foi buscar um sapato do Tiago (o pormenor, não foi um sapato dele), e eu disse: "- Força!" Tal bicharoco, fosse enorme ou minúsculo, assim o exigia. "- Força com o sapato no bicho, nas minhas costas". Heroicamente (com mais medo que outra coisa) lá deu a sapatada nas minhas costas. Levantei-me, virei-me e lá estava ele, pronto a saltar no chão. Foi logo um pé em cima, seguido do pé do príncipe mais novo que fez questão de acabar o trabalho. Pois o bicho teria uns 7/8cms e umas pernas...
A bicharada, não termina por aqui... Mais tarde, de novo a passar a ferro (coisa que se faz muito cá por casa, e agora cada vez mais), vejo um alto dentro duma manga dum pijama. E, lá vai a mãozinha por ali fora, pronta a tirar o alto. Outro bicho? Igual ao primeiro. Mas, que m**** fazem estes bichos na minha casa e decidiram atacar a minha roupa. Mais que nunca, agora a minha roupa será toda passada, não ade haver bicharoco que viverá nela...

 
 

7 de outubro de 2012

Ideias do fim-de-semana


http://estoriasdahorta.blogspot.pt/2012/10/almofada.html

Consulta dos 3 anos

Levei o príncipe mais novo à consulta dos 3 anos. Ele que costuma brilhar, este ano, que deveria falar, quase nem uma palavra proferiu. Os miúdos sabem bem escolher os melhores momentos! Mas, não se portou mal, deixou fazer o necessário, mas poderia ter dito alguma coisinha mais...
Caladinho à parte, parece que as minhas preocupações por ser magro demais são infundadas, pois ele está acima do percentil 75, tanto na altura, como no peso. Mede 1m e pesa 16kg. O príncipe mais velho com a mesma idade media 96,5cm e pesava 14,8kg, se já é alto, imagino como irá ser o príncipe mais novo!
Desenhar: não faz. Pouco interesse demonstra pelo desenho.
Tem o esterno pouco desenvolvido e por isso recomendaram piscina para ele desenvolver os pulmões.
Bem, quando viemos embora, com quase uma hora de consulta, já no carro diz-me o príncipe: "- Eu não quis falar com as meninas e os homes." Pronto, ele que é tão tagarela decidiu não falar no médico.
 

6 de outubro de 2012

Vindima

 
Após, 20 anos, voltei à vindima. Sim, enquanto para comemorar o dia 5 de Outubro se erguia a bandeira ao contrário, eu andava a vindimar. Adoro a vindima, fui só de manhã, mas passou num instantinho. A manhã estava fria, a erva orvalhenta, o que me fez ficar com os pés encharcados, mas depressa o sol abriu e estava calor.
Isto serviu também para me habituar já ao 5 de Outubro no futuro, em que deixará de ser feriado.
Nas encostas dos Arcos de Valdevez, ao som da música de um festa qualquer popular, lá andámos na apanha da uva. Trabalho compensado pelo convívio.
Para o ano deve haver mais.
 

3 de outubro de 2012

As coisas que eles dizem @2

 
Os gémeos andam muito preocupados com o que irão fazer / ser no futuro, ou melhor, o que querem ser quando forem grandes. Nos últimos dias isto é sempre tema de conversa.
O Tiago que adora jogos de computador, estava a falar sobre desenvolver e criar jogos quando fosse grande, até que na sua ingenuidade coloca a seguinte questão:
"-Eu, terei que comprar os jogos que eu farei?"
Bem, isto deu pano para mangas, no meio de algum gozo. Já estamos a ver o Tiago em adulto a discutir com ele próprio sobre o preço que quer levar / pagar pelos seus próprios jogos.
Enfim... É comum esta ingenuidade no Tiago. É tão natural.
 
 

O professor de trompete

 
Ontem quando fomos buscar o príncipe mais velho à academia, vinha ele com o professor de trompete. O professor fez questão de se apresentar aos pais. Acho que foi simpático. O príncipe anda entusiasmado com as aulas de trompete. Gosta mais do novo professor, até tem treinado mais cá em casa. Um professor que motive é um bom caminho para o sucesso. Nós, passados uns anos, só nos recordamos dos professores que gostávamos muito ou dos que detestámos, os outros ficam perdidos no meio das recordações.

2 de outubro de 2012

Um orçamento...só um orçamento!

 
O meu marido liga para uma serralharia, do distrito de Braga, a pedir um orçamento, só um orçamento. O interlocutor do outro lado, possível vendedor, sem saber com quem fala e de onde fala, começa logo por avisar que é uma coisa muito cara(????!!!!). Depois, continuando sem saber de onde fala, diz que na zona (indicativo 253, o mesmo que o nosso), de certo encontrará mais barato: eles pedem 14€/metro, mas que mais perto de casa de certo encontrará a 12€/m (a isto chama-se vontade em fazer negócio!!).
O que me admira é estarmos em crise. Parece que anda por aí gente com uma vontade de trabalhar?! Caramba, como matar um negócio logo à cabeça.
 
 
 
 

1 de outubro de 2012

Encontro Anual @2012 (a)

Ainda sobre o encontro anual lá da empresa. Algumas coisas que gostaria de preservar:

O piquenique:

Os wc's e as suas mensagens:


O resort:

A barragem:

O início da noite:

O jantar:

A largada dos balões:


O dia seguinte:


O melhor: a largada de balões.
O pior: regressar aos apartamentos, a chover e com a rega automática ligada (dahhhhhhh).

 

Ai... os bayblade!

Os bayblade, e o regresso à escola já fizeram mossa. As calças dos gémeos, de repente, ficaram quase todas com rasgões nos joelhos. Umas nas duas pernas, outras só numa. Por isso, tive que meter mãos na massa. Umas calças, estavam tão mal, e já a puxar um pouco para curtas, que decidi transformar em calções:
 

às calças de ganga decidi colocar um reforço e tapa buracos. Ficaram assim:

(antes)
 
(depois)
 
(antes)
 
(depois)
 
Ainda tenho mais um ou dois pares para arranjar. E quantos mais virão?



WC é quase uma rotina

 
O príncipe mais novo anda empenhado na coisa. É vê-lo animado a pedir para fazer xixi e correr sempre, dizendo: " - Rápido, rápido!". Claro que depois de fazer alguma coisa quer que todos vão ver o seu troféu. Os gémeos não acham muita piada, dizem que já fazem na sanita à muito tempo e ninguém faz uma festa por isso. O príncipe mais velho acha piada ao irmão mais novo, mas nem por isso faz questão de ir ver o que se passou.
A poupança em fraldas já se sente. Acho que vamos no bom caminho.
Ainda lhe ponho fralda quando saímos, mas em casa a coisa corre tão bem.
Força príncipe.