30 de junho de 2012

Férias #9# Praia da Gambôa








Praia da Gambôa, uma excelente praia. Os príncipes foi água, água, água e mais água, excepto o mais novo, que calmamente encontrou uma bola "perdida" na praia e lhe foi dando uns chutos, até os donos se irem embora e a virem buscar. Não pode ver uma bola...
Foi uma excelente tarde na praia. De manhã esteve nevoeiro por isso fomos a outras paragens.

11 anos



O príncipe mais velho fez ontem 11 anos.
Mais logo será a festa com os amigos. Parabéns príncipe.

28 de junho de 2012

Férias #8# Portugal dos Pequenitos





Uma tarde quente, e lá fomos nós ao Portugal dos Pequenitos. O príncipe mais novo visitou a primeira vez. Ficou perdido, encantado mal viu o comboio, mas estava lá para ver as casinhas, não andar de comboio.
Adorou as casinhas. Os mais velhos também se divertiram. Foi um entra e sai, abre e fecha porta, abre e fecha janela.
O Portugal dos Pequenitos é o espaço ideal para as crianças se divertirem. Tem a parte negativa do preço. Não sei se a ideia de Bissaia Barreto seria que fosse um espaço tão caro: 5,50€ por criança é demais a meu ver. Aquilo não é para crianças? As crianças nem deveriam pagar. Os adultos sim, mas as crianças!!! Com bilhetes mais acessíveis provavelmente teríam mais visitas...

Férias #7# Praia da Consolação






Uma casinha perto da praia, na praia da "Construção", como dizia o João, deu-nos abrigo por 3 noites. Devido aos gatos e ao cão é o tempo máximo que podemos ficar.
O calor no cabo Carvoeiro nunca é demasiado, o que tornou os dias de praia bem agradáveis. Os príncipes mais velhos andavam quase sempre na água. O príncipe mais novo preferiu as brincadeiras com a areia. Eu, acho que o Atlântico é muito frio e água nem pensar. Fico a pensar, como quando era pequena conseguia, também eu, passar o dia dentro de água?!?


27 de junho de 2012

Férias #6# regressei da praia



Uns dias de praia fizeram bem. Serviram para descontrair. Depois com mais calma contarei...

22 de junho de 2012

Férias #0,5#

Na 2ª-feira, 1º dia oficial de férias, fomos fazer um piquenique nas margens do rio Cávado. Levámos a máquina fotográfica, mas de que servirá sem cartão?!
Depois fomos visitar o centro de Guimarães. As saudades que eu tinha de andar a pé pelo centro de Guimarães. Numa loja, mesmo no centro histórico vimos umas casinhas mealheiro liiiiiiiinnnndas, não hesitámos, e trouxemos esta beleza connosco:


"Nã xei"


O príncipe mais novo, a um mês dos 3 anos, ainda usa fraldas. Quando lhe perguntamos quando fará chichi no bacio ou deixará de usar as fraldas, responde:
"Nã xei!"

Férias #4# Rota de Lazarim

Ainda por terras de Lamego, e visto que tínhamos interesse em conhecer as famosas máscaras de Lazarim, lá rumámos para Lazarim.
Passámos por Lalim, tinha uma pequena loja com uma máscara na montra, mas seguimos viagem, pensando que Lazarim nos iria surpreender. Mas que enganados estávamos. Se o que queríamos ver era isto:

vimos isto...


a única referência a que estamos numa aldeia conhecida pelas suas máscaras e pelo seu entrudo. Que desilusão...


Férias #3# - Até Lamego

Lamego continua a ser uma cidade linda para mim. Já não ia lá à anos, mas como estávamos tão próximos e queríamos visitar uma localidade lá perto, lá fomos nós pelas encostas do Douro, sempre a subir até Lamego.

A nossa primeira paragem: Caldas de Aregos. Por falta de sinalização, julgámos estar em Resende. Descobrimos a verdade na saída da localidade. Terra muito agradável, juntinho ao rio Douro, que se nota que em tempos foi uma grande instância termal.




Próxima paragem: São Martinho de Mouros. A igreja românica convidou-nos a uma paragem. E, a fome também... Enquanto os miúdos comiam qualquer coisa, apareceu um canito, disposto a partilhar o lanche. O lanche e não só, a brincadeira também. Roubou-lhes a bola, saltou-lhes para cima... Bem, resultado, uns enclausuraram-se no carro, outros choraram...
 



A igreja românica embora fechada, o seu adro serviu para um rápido jogo de futebol e na sua fonte não hesitaram em molhar as mãos.
 



Serra acima, e se a partir daqui sobe bem, lá chegámos a Lamego. Descemos o castelo, visitámos a Sé, andámos pelo centro...
 




E, por fim, Nª Srª dos Remédios. Aqui houve um pequeno percalço, após 500 pedidos para não correrem que alguém se magoará, et voilá, uma aterragem forçada, seguida de minutos de choro... Porque nunca nos ouvem? Porquê?!






 


21 de junho de 2012

Férias #2# Rio Douro

Na nossa viagem o rio Douro fez-nos por vezes companhia e serve tão bem para embelezar a paisagem. Não pude deixar de registar a sua beleza.
De Resende até quase ao Porto.