10 de dezembro de 2010

A palavra mais importante


Todos os dias sou surpreendida com os meus príncipes, e desta vez fiquei mesmo surpresa.


Pois ontem, a professora do meu Príncipe mais velho pediu para todos os alunos lhe dizerem uma palavra do coração:


Quase todos disseram: Amor, amizade... o normal.


O meu príncipe disse o seu nome próprio e justificou:


"Foram os meus pais que me colocaram o nome, porque gostaram e porque gostam de mim. Este acompanha-me para o resto da vida. É aquilo com que me identifico..."


Acho quem nem eu explicaria tão bem. Como prémio teve um Excelente da professora.


Um Excelente aqui da sua mamã, por considerar que um nome é algo mais que um nome: é uma identidade, um registo de amor.

9 de dezembro de 2010

As prendas


Não uso relógio, mas com este até pensava duas vezes...
Tem a cor que eu gosto... Fazia o esforço!

NATAL


Ainda acreditam no PAI NATAL


Os meus príncipes mais velhos, já grandotes, ainda creditam no Pai Natal...
Tão lindos a escrever as suas cartinhas... mais listas... em que põem tudo o que julgam gostar do coração.

Ontem, lá fomos com eles (sim com eles) às compras de Natal... Tão ingénuos... Compramos mesmo com eles à frente, e não vêem nada. É a magia do Natal a falar por si.